SATÉLITE CBERS-3 ENTRA NA ÚLTIMA ETAPA DE TESTES DE PRÉ-LANÇAMENTO
Publicado em: Brasília, 29 de novembro de 2013

Brasília 29 de Novembro de  2013 – A denominada Revisão de Prontidão do Satélite (SRR) do satélite Sino-Brasileiro de Recursos Terrestres (Cbers-3) realizada em conjunto no Taiyuan Satellite Launch Center (TSLC) por técnicos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e da Academia Chinesa de Tecnologia Espacial (Cast, na sigla em inglês) foi totalmente concluída.

A próxima etapa é o abastecimento dos tanques de combustível do satélite, que tem o lançamento programado para o dia 9 de dezembro, na China.

O Cbers-3 é o quarto satélite de sensoriamento remoto desenvolvido em parceria com a China que garantiu a ambos os países o domínio da tecnologia do sensoriamento remoto para observação da Terra.

“Os resultados dos testes elétricos mostraram que não houve danos no transporte do centro espacial de Beijing para o TSLC e as atividades de preparação final e a instalação do painel solar foram feitas com sucesso”, diz Antonio Carlos de Oliveira Pereira Junior, coordenador do segmento espacial do Programa Cbers.

Abastecido, o satélite é instalado na coifa de transporte e transferido para a torre de lançamento onde será acoplado ao foguete Longa Marcha-4 para os testes de pré-lançamento.

Programa Cbers

Satélites de sensoriamento remoto são uma importante ferramenta para monitorar o território de países de extensão continental, como o Brasil e a China. Por meio da parceria entre o Inpe e a Cast já foram lançados o Cbers-1, em 1999; o Cbers-2, em 2003; e Cbers-2B, em 2007. O Cbers-4 tem previsão de lançamento em 2015.

O Cbers é importante indutor da inovação no parque industrial brasileiro, que se qualifica e moderniza para atender aos desafios do programa espacial. A política industrial adotada pelo Inpe permite a qualificação de fornecedores e contratação de serviços, partes, equipamentos e subsistemas junto a empresas nacionais. Assim, além de exemplo de cooperação binacional em alta tecnologia, o Cbers se traduz na criação de empregos especializados e crescimento econômico.

O Inpe distribui as imagens de satélite, pela internet, sem custo ao usuário. Os dados do satélite são usados no monitoramento de florestas, mapeamentos de áreas agrícolas e do crescimento urbano, entre outras aplicações. A disponibilidade dos dados resulta na criação de outras utilizações, com reflexos no desenvolvimento socioeconômico do país.

Mais informações sobre o Programa Cbers estão em: www.cbers.inpe.br

Coordenação de Comunicação Social (CCS-AEB) com informações do Inpe