RÁDIO DO FUTURO
Publicado em: Brasília, 18 de março de 2013

A ESA aproveitou uma exposição sobre a exploração espacial, realizada na Holanda, para apresentar o projeto do seu autorrádio do futuro. Ele funciona da mesma forma que as TVs por satélite atuais, com qualidade da era digital e sem que o usuário tenha que ficar mudando de estação cada vez que sai da área de cobertura da sua emissora predileta. Sem prato no teto Os engenheiros da ESA desenvolveram uma antena móvel plana, que pode ser construída no próprio chassi do carro, sendo virtualmente invisível. A antena capta sinais na banda Ku de frequência, utilizada para comunicações via satélite. A idéia de um rádio para carros via satélite não é nova e já existem soluções no mercado. Só nos Estados Unidos, 13 milhões de pessoas assinam os serviços de distribuidores desses sinais. Mas esses serviços ainda dependem de uma rede rural de retransmissores. Já a nova solução européia, em vez de depender de uma nova rede de satélites ou de uma rede terrestre de retransmissores, utiliza apenas satélites de comunicação já em operação. O sistema também emprega uma memória cache – um disco rígido ou uma memória flash. Os sinais recebidos podem ser armazenados mesmo durante os momentos em que o usuário está passando por um túnel ou em qualquer local onde a recepção do satélite fique prejudicada. Com isso, a programação poderá ser ouvida posteriormente, de acordo com a preferência do usuário: ele pode parar sua música favorita ao estacionar no shopping, por exemplo, e continuar ouvindo-a quando estiver voltando para casa. A Agência Espacial Européia agora está discutindo os termos de licenciamento com seus parceiros, para que a nova tecnologia possa viabilizar o autorrádio do futuro nos veículos produzidos em série.