Importância da Política Espacial

O nível de desenvolvimento e a autonomia tecnológica de um país contribuem para o fortalecimento de sua soberania e  maior crescimento econômico e social. O espaço é um ativo considerado estratégico e, ainda, um potencial foco de investimentos. O setor espacial é considerado como de alta intensidade tecnológica e, como tal, é capaz de gerar retornos crescentes para a economia.

A tecnologia espacial também tem por característica a transversalidade, isto é, perpassa praticamente todos os setores econômicos de um país, contribuindo para a geração de valor e renda em diversas áreas. As características geoeconômicas e sociais do Brasil, como a grande extensão territorial, as vastas regiões de florestas tropicais, as amplas áreas de difícil acesso e baixa ocupação, as extensas fronteiras e costa marítima, e o significativo volume de recursos naturais, tornam expressivas as potencialidades de aplicação das tecnologias espaciais para o atendimento de inúmeras demandas por soluções de problemas nacionais e para o bem-estar da sociedade.

Essas demandas cobrem áreas como telecomunicações, levantamento e prospecção de recursos naturais, acompanhamento de alterações no meio ambiente, vigilância das fronteiras e costas marítimas, meteorologia e previsão do tempo e clima, combate a desastres naturais, redução das desigualdades regionais, e até mesmo promoção da inclusão social, tornando-se necessário ao País dispor de dados e informações, por meio de uma infraestrutura espacial para atender a todas essas necessidades.

 

 

Política Espacial E Aplicações