A cooperação internacional é um dos elementos essenciais para o êxito dos programas espaciais. Nesse sentido, a Agência Espacial Brasileira (AEB) dedica especial atenção ao tema, com o objetivo de  promover a capacitação científica e tecnológica do setor espacial brasileiro a fim de atender às necessidades do País.

As parcerias internacionais na área espacial representam tendência crescente, cujo fortalecimento possibilita que países compartilhem interesses e objetivos comuns, incrementem os investimentos em seus respectivos programas espaciais, dividam custos e riscos, aumentem a quantidade de projetos e conhecimento conjunto associado, enfrentem desafios de forma coordenada e colaborativa, e usufruam conjuntamente dos benefícios das ciências e tecnologias espaciais. A cooperação internacional é também forma efetiva para a mitigação de riscos de conflito no espaço, uma vez que as nações passam a ter objetivos compartilhados e maior interesse na preservação dos usos pacíficos do espaço exterior.

O Brasil tem relevantes acordos de cooperação espacial com países de todos os continentes. Já foram assinados acordos-quadro de natureza intergovernamental com onze países sobre cooperação para os usos pacíficos do espaço exterior. Esses acordos são, em princípio, precursores de novos instrumentos internacionais e de iniciativas que levam ao desenvolvimento bilateral e multilateral do programa espacial e à obtenção de novas tecnologias.

Veja quais são esses países por continente:

AMÉRICAS

Argentina

Canadá

Chile

Colômbia

Estados Unidos 

Peru

Venezuela

 

ÁSIA

China

Índia

Japão

 

BRICS

 

EUROPA

Alemanha

Bélgica

Agência Espacial Europeia (ESA)

França

Itália

Polônia

Portugal

Rússia

Suécia

Ucrânia

 

Veja também algumas organizações internacionais que lidam com o tema espacial:

ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS