O CENTRO DE LANÇAMENTO DE ALCÂNTARA LANÇA MAIS UM FOGUETE
Publicado em: Brasília, 8 de junho de 2009

Após dois simulados, que fazem parte de uma série de testes, o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) lançou, com sucesso, na tarde de hoje, sexta-feira, 29 de maio, o foguete Orion. O lançamento desse foguete é resultado de uma parceria entre Brasil e Alemanha. Teve como finalidade o treinamento de recursos humanos e a verificação dos meios operacionais do CLA, além do intercâmbio com o Centro Espacial Alemão (DLR) nos campos tecnológicos e científicos. As parcerias com países que possuem tecnologia de ponta na área aeroespacial trazem para o Brasil oportunidade ímpar de capacitar recursos humanos.

O Orion é um foguete de treinamento, desenvolvido pelo Centro Espacial Alemão (DLR), mono-estágio, não-guiado, estabilizado por empenas e lançado a partir de trilho. Consiste de um propulsor denominado Improved Orion, pesando 419 kg. O propulsor IO é carregado com propelente sólido (combustível sólido), com uma fase de decolagem de cinco segundos, e uma fase tipo cruzeiro com 21 segundos, totalizando 26 segundos de fase propulsada, o que permite alcançar uma altura máxima (apogeu) entre 95 km e 115 km. O Orion não levará carga útil científica. Apenas instrumentos para acompanhamento das Estações de Telemedidas, preparando assim os equipamentos para os próximos lançamentos.

Além do efetivo do CLA, este evento – batizado de Operação Maracati I – conta com a participação de técnicos estrangeiros (alemães e suecos), com o apoio da Agência Espacial Brasileira (AEB), com o envolvimento do Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI), apoio do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE/CTA) e ainda mobiliza outras organizações da Força Aérea Brasileira como os Esquadrões de Patrulha e de Evacuação Aeromédica. O nome Maracati I é uma alusão a uma Comunidade Quilombola localizada no Litoral Ocidental Maranhense.