NA JORNADA ESPACIAL, ESTUDANTES CONHECEM A IMPORTÂNCIA DO SGDC
Publicado em: Brasília, 15 de dezembro de 2016

O desenvolvimento e a importância do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), previsto para ser lançado ao espaço no primeiro trimestre de 2017, foi tema de palestra, no último dia da 14ª Jornada Espacial, sexta-feira (09.12). O engenheiro da Visiona, Danilo Miranda, explicou aos estudantes as atividades que o satélite irá realizar e os benefícios que proporcionará ao país quando entrar em operação.

No auditório do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), em São José dos Campos (SP), Danilo falou aos alunos sobre a órbita do satélite e suas vantagens, o tipo de veículo lançador que irá levar o SGDC ao espaço, além das funções do satélite quando estiver em atividade. Os problemas causados pelo lixo espacial e as possíveis soluções para diminuir os danos, também foram discutidos durante a apresentação do engenheiro.

As oportunidades de estudo e trabalho no setor espacial e as áreas de atuação oferecidas no país também foram abordadas. Para quem pretende seguir carreira na área espacial, Danilo aconselhou a trabalhar com pesquisas relacionadas ao lixo espacial. “No futuro o lixo espacial será uma área promissora para se trabalhar, pois além de ser carente de profissionais é um problema que teremos de solucionar”, afirmou.

Perspectivas – Ao responder perguntas dos estudantes referentes a cursos superiores que possibilitam trabalhar com o espaço, o engenheiro ressaltou que todos os cursos de engenharia possibilitam trabalhar com o setor espacial, assim como outras áreas de exatas, como Física e Matemática.

Os alunos assistiram ainda a uma palestra sobre o ingresso e as perspectivas de estudar no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), proferida pelo reitor Anderson Ribeiro Correa. Os professores participaram de uma atividade a parte em que foi abordado o uso de novas tecnologias no ensino de Física, com o professor do ITA, José Silvério Germano.

Para o professor de Física do estado de Alagoas, Ederson Matsumoto, a Jornada é o evento voltado para a área espacial mais completo e mais empolgante que ele já participou. “A gente só tem ideia da importância do setor espacial quando participamos de eventos como a Jornada. O mais importante para os alunos é que eles têm a oportunidade de conhecer as possíveis formas de atuação tanto para estudar quanto para se trabalhar. Outro ponto positivo é a interação que temos com pessoas que vêm do país inteiro”, ressaltou.

O estudante do Amapá, Abraão Victor Tavares, disse que esperava uma ótima semana de atividades, mas que o evento o surpreendeu e foi melhor do que ele pensava. “Essa semana da Jornada Espacial para mim foi a melhor do ano. Pude aprimorar meus conhecimentos e aprender mais, principalmente os assuntos que tenho interesse em estudar”, destacou.

Abraão ainda ressaltou que o lançamento de foguetes no MAB foi muito divertido e que a melhor oficina foi a Brincando com as Constelações, pois abordou as estrelas, um dos assuntos que mais desperta seu interesse.

Coordenação de Comunicação Social – CCS

Foto: Gleice Oliveira/AEB Escola