Notícias

Missão na França fortalece parcerias entre agências espaciais de diversos países

Publicado em: 12/07/2019 17h05 Última modificação: 12/07/2019 17h26

O presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB), Carlos Moura, e o diretor de Satélites, Aplicações e Desenvolvimento da AEB, Paulo Barros, participaram de 12 a 22 de junho, de uma missão na França, onde acompanharam várias atividades na área espacial. Eles também se reuniram com profissionais de agências espaciais da França e de outros países com o intuito de fortalecer e firmar novas parcerias, além de discutir o andamento de projetos na área espacial.

Ao lado do ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, os representantes da AEB estiveram presentes na Paris Air Show, maior feira do setor aeronáutico do mundo. O evento acontece sempre no mês de junho, e apresenta o que há de mais moderno na área de ciência e tecnologia.

No encontro, o presidente da AEB, Carlos Moura, o presidente do Centro Nacional de Estudos Espaciais da França (CNES), Jean-Yves Le Gall, e representantes de cerca de 20 países assinaram uma declaração de interesses, com o objetivo de permitir a troca de dados para mitigar ou evitar impactos causados pelas mudanças climáticas.

Para o presidente da AEB, Carlos Moura, essa é uma oportunidade de os países se unirem para compartilhar informações e entender o que acontece com o clima, não apenas do nosso país, pois o clima não tem fronteiras, mas também nas regiões do Atlântico Sul, Amazônia e América do Sul.  Isso é bastante relevante para o nosso entorno e para todo o mundo.

“Essa parceria é uma oportunidade de estreitar os laços entre os dois países em assuntos aeroespaciais, como também prevê a cooperação para o intercâmbio de projetos, até mesmo iniciativas que irão beneficiar o Centro Espacial de Alcântara, no Maranhão, se o Acordo de Salvaguardas Tecnológicas com os Estados Unidos for aprovado no Congresso Nacional”, afirmou o diretor Paulo Barros.

O CNES e a Agência Espacial Alemã (DLR) propuseram aos representantes da AEB a continuidade das parcerias, a reserva para participar de eventos no Brasil, o estabelecimento de novos acordos, desenvolvimento de projetos em new space e programas destinados à educação de jovens na área espacial.

Visitas técnicas

O encontro possibilitou ainda visitas a indústrias e ao Centro Espacial de Toulouse, o que permitiu a exploração de possibilidades benéficas para ambos os países. Carlos Moura e Paulo Barros estiveram presentes nas instalações da sede da Airbus, em Toulouse, onde receberam informações sobre as quatro áreas de atuação da empresa, aeronaves militares, sistemas espaciais, comunicação, inteligência e segurança e sistemas aéreos não tripulados.

Também fez parte do cronograma da missão visita às instalações da Thales Alenia Space, que produziu o Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC-1), que hoje atende necessidades de comunicação segura para o governo brasileiro, assim como o Programa Nacional de Banda Larga. Eles aproveitaram ainda, a oportunidade para discutir os projetos espaciais e o contrato para transferência de tecnologia que capacitará o Brasil na projeção de instrumentos óticos para satélites de Observação da Terra.

A missão foi bastante produtiva pelos contatos estabelecidos e pela identificação de futuras parcerias, não apenas na parte de transferência de tecnologia, mas sobretudo no desenvolvimento de projetos em conjunto. Observa-se que o Brasil continua sendo visto como um grande demandante de serviços espaciais, com infraestrutura e competências para atuar proativamente na pesquisa, desenvolvimento e indústria espacial.

Além dos possíveis acordos, o presidente da AEB, Carlos Moura, e o diretor de Satélites, Paulo Barros, observaram o potencial das empresas, a evolução nas linhas de produção para atender à demanda do new space e o estado da arte em satélites de pequeno e grande portes, e também a busca de alternativas para capacitar a mão de obra brasileira.

 

Coordenação de Comunicação Social – AEB

Registrado em:
Assunto(s):
Voltar para o topo