Notícias

DCTA assina acordo com Avibras para Transferência de Tecnologia do VSB-30

Publicado em: 28/01/2020 19h05 Última modificação: 30/01/2020 13h00

O Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) e a Avibras assinaram na última segunda-feira (27.01), o Contrato de Transferência de Tecnologia do Veículo Suborbital (VSB-30). A oferta tecnológica foi consolidada após um longo processo de discussão entre a Agência Espacial Brasileira (AEB) e as organizações do DCTA. Com o repasse da tecnologia, a Avibras poderá inovar na área tecnológica, promover e impulsionar o desenvolvimento de veículos lançadores de pequenos satélites nacionais e internacionais no mercado mundial.

“A assinatura do contrato é um marco fundamental de Transferência de Tecnologia para o Brasil. O Technology Readiness Level (TRL) – ou nível de maturidade tecnológica – chegou ao máximo dentro de uma Instituição de Ciência e Tecnologia, que é o DCTA, e transfere-se para uma empresa do ramo de Defesa um produto já testado e certificado de tecnologia nacional”, destacou o Diretor-Geral do DCTA, Tenente-Brigadeiro do AR, Luiz Fernando de Aguiar.

Representando a AEB, o Diretor de Satélites, Aplicações e Desenvolvimento, Paulo Roberto Braga Barros, afirmou a este site ser o incentivo à participação industrial uma das diretrizes que devem ser permanentemente perseguidas pela AEB e por todos os órgãos integrantes do Sistema Nacional de Atividades Espaciais (SINDAE), conforme determina o Decreto nº 1332, de 8 de dezembro de 1994, que definiu a Política Nacional de Desenvolvimento das Atividades Espaciais (PNDAE).

Já o Diretor-Presidente da Avibras, João Brasil, lembrou do desenvolvimento do primeiro foguete nacional de sondagem feito pela empresa no final da década de 1960. Segundo Brasil, hoje já existe um foguete de sondagem mais completo, que já é um engenho de sucesso.

Veículo Suborbital

O Veículo Suborbital VSB-30 foi desenvolvido no Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), em parceria com o Deutsches Zentrum fur – und Raumfahrt (DLR), o Centro Aeroespacial
Alemão, com a finalidade de atender as determinações estabelecidas no Programa Nacional de Atividades Espaciais (PNAE).

No que se refere a número de lançamentos, o VSB-30 é o veículo de maior sucesso no Programa Espacial Brasileiro, uma vez que já foram realizados até o momento 31 lançamentos com sucesso, sendo quatro no Brasil e 27 no exterior. O veículo recebeu o certificado de Produto Aeroespacial do Instituto de Fomento e Coordenação Industrial (IFI) em 2009. Dez anos depois foi comemorada a passagem de 15 anos do seu primeiro lançamento, realizado no Centro de Lançamento de Alcântara (CLA-MA).

Com dois estágios de propulsão sólida, o VSB-30 permite o transporte de cargas úteis científicas e tecnológicas de até 400 kg, em altitude de 270 km, além de possibilitar a realização de experimentos em ambiente de microgravidade durante seis minutos. As características acima fazem que o VSB-30 tenha excelente aceitação no cenário internacional de veículos lançadores suborbitais e, com a assinatura do contrato com a Avibras, se tornará pioneiro no processo de transferência de tecnologia espacial no Brasil.

O Acordo ToT

O contrato de Transferência de Tecnologia do veículo Suborbital VSB-30 do IAE/DCTA para a Avibras, tem como cláusulas principais: a disponibilização da tecnologia de fabricação e integração do primeiro e segundo estágio do Veículo Suborbital VSB-30, de forma não exclusiva, às empresas que atendam requisitos de habilitação, sem custo para o acesso à tecnologia, mas com pagamento de royalties caso a empresa venha comercializá-la.
O IAE disponibilizará assessoria técnica especializada de forma remunerada, caso solicitada pela empresa.

Foto e fonte: DCTA

Coordenação de Comunicação Social – CCS

Registrado em:
Assunto(s):
Voltar para o topo