Notícias

Experiências de sucesso do Escritório de Projetos do Exército são apresentadas na AEB

Publicado em: 23/08/2019 18h33 Última modificação: 23/08/2019 19h18

Representantes de instituições federais e servidores da Agência Espacial Brasileira (AEB) conheceram, na quarta-feira (22.08), o trabalho e as experiências de implantação do Escritório de Projetos do Exército Brasileiro. No encontro, o coronel e oficial de infantaria, Luiz Claudio Barros de Oliveira, destacou as técnicas e metodologias desenvolvidas no âmbito do gerenciamento de projetos do Exército.

A palestra faz parte das iniciativas previstas no acordo de cooperação técnica assinado entre a AEB e o Project Management Institute (PMI), do Distrito Federal, no último dia 13 de maio. O objetivo do acordo é desenvolver a cultura de gestão e gerenciamento de projetos nas áreas de satélites, veículos lançadores e segmentos de solo do Programa Espacial Brasileiro.

Segundo o presidente da AEB, Carlos Moura, é necessário gerenciar os projetos da AEB com mais eficiência, pois há necessidade de aproveitar melhor os recursos disponíveis, principalmente porque o Brasil trabalha com diversos projetos de veículos lançadores, satélites de pequeno e grande porte e centros de lançamento”, afirmou.

IMG 0729

Para o diretor de Satélites, Aplicações de Desenvolvimento da AEB, Paulo Braga Barros, a ideia de reunir todos os projetos em uma mesma diretoria é uma estratégia para adquirir eficiência no controle e acompanhamento dos projetos desenvolvidos na AEB. “O diretor afirmou que é necessário trabalhar com mais eficiência, a fim de buscar as melhores práticas hoje adotadas no mundo, uma vez que temos o desafio de integrar ainda mais a indústria, governo e as instituições públicas. A integração desses atores é fundamental para as conquistas e avanços do setor espacial no Brasil”, destacou.

O coronel Luiz Claudio Barros mostrou ainda os processos, desafios e empreendimentos de mais de 130 projetos desenvolvidos pelo Exército. De acordo com ele, o órgão tem forte cultura organizacional, por isso é importante lidar com a situação. “Não quebramos a forte cultura, pois o objetivo da governança, gestão e gerenciamento não é enfrentar, mas sim entender e atuar dentro dessa cultura organizacional”, explicou.

Projeto Alfa Crux

Os servidores da AEB também tiveram a oportunidade de conhecer um dos projetos desenvolvidos pela Universidade de Brasília (UnB) com a cooperação técnica da AEB. O projeto Alfa Crux é coordenado pelo professor da UnB, Renato Alves Borges. O projeto consiste em uma missão espacial com o objetivo de garantir a soberania nacional e o desenvolvimento técnico-científico e acadêmico, com a geração de conhecimento em nanossatélites e avanços tecnológicos da área espacial.

De acordo com o professor Renato, o Alfa Crux propõe o desenvolvimento de um sistema de comunicação e de pesquisa para a sociedade civil e militar. O projeto é audacioso e tem o intuito de desenvolver uma constelação de nanossatélites que terá a missão de prover enlaces de comunicações móveis ou fixas, por satélite, em banda larga estrita para operação em intervalos periódicos de tempo.

IMG 0713

Agência Espacial Brasileira (AEB)

É uma autarquia vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), responsável em formular, coordenar e executar a Política Espacial Brasileira. Desde a sua criação, em 10 de fevereiro de 1994, a Agência trabalha para empreender os esforços do governo brasileiro na promoção da autonomia do setor espacial.

Coordenação de Comunicação Social – CCS

Registrado em:
Assunto(s):
Voltar para o topo