ESTUDANTES DO ENSINO FUNDAMENTAL CONHECEM O PROGRAMA ESPACIAL BRASILEIRO
Publicado em: Brasília, 23 de maio de 2017

A Agência Espacial Brasileira (AEB) em parceria com o Planetário de Brasília proporcionou uma manhã diferenciada a um grupo de estudantes do 6º ao 9º ano do Centro Educacional Lumni de Sobradinho. Os alunos conheceram o Programa Espacial Brasileiro (PEB), além de participarem de oficinas e assistir a uma sessão de cinema na cúpula do Planetário, na última segunda-feira (22.05).

O tecnologista da AEB, Ademir Xavier, apresentou o Programa Espacial Brasileiro (PEB) aos estudantes e aproveitou a oportunidade para falar do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), lançado no último dia 4 de maio, da Base de Kourou na Guiana Francesa. O satélite tem como objetivos a ampliação do acesso à banda larga no Brasil, principalmente nas áreas remotas, e garantir a segurança das comunicações militares do país.

Xavier falou também sobre o Satélite Sino-Brasileiro de Recursos Terrestres (Cbers), desenvolvido em parceria com a China. O Cbers-4A, previsto para ser lançado no próximo ano, pertence à família de satélites responsável por fornecer imagens para monitorar o meio ambiente, identificar desmatamentos, desastres naturais, expansão da agricultura e das cidades, entre outras aplicações.

O tecnologista destacou também o Amazônia 1, previsto para ser lançado no próximo ano com a função de fornecer dados de sensoriamento remoto para observar e monitorar o desmatamento, especialmente na região amazônica. Outro projeto abordado por Ademir foi o Sistema Espacial para Realização de Pesquisa e Experimentos com Nanossatélites (Serpens), satélite que em órbita realizou coleta de dados ambientais.

IMG_2628

Para o estudante de 13 anos, Marcelo Gabriel, a palestra sobre o PEB serviu como fonte de inspiração e conhecimento. “É interessante saber que o Brasil tem um programa espacial e descobrir como ele funciona. Além disso, ele é importante para a formação da sociedade” destacou.

A programação seguiu com uma sessão comentada na cúpula do Planetário sobre as constelações mais famosas e os planetas que compõem o sistema solar, seguida do filme “Origens da Vida”. A produção conta a origem do universo e da vida no planeta Terra com imagens que impressionaram os alunos.

Para a professora e atual coordenadora da escola, Maria Auxiliadora Barbosa, as atividades desenvolvidas no Planetário de Brasília foram oportunas para os alunos observarem, na prática, como o mundo funciona ao redor deles, além de despertar ideias que podem auxiliá-los futuramente. “Eu espero que eles saiam daqui encantados pelo estudo e pelo conhecimento, mas, acima de tudo, pela pesquisa que é o que move todos os processos de inovação da sociedade”, contou.

A visita ao Planetário foi encerrada com oficinas de construção de cartas celestes, usadas desde a antiguidade até os dias atuais para a identificação dos corpos celestes, e construção e lançamento de foguetes de garrafas PET.

IMG_2704

Coordenação de Comunicação Social – CCS