ESPECIALISTAS DISCUTEM CONFIABILIDADE DE SISTEMAS COMPUTACIONAIS NO LADC 2011
Publicado em: Brasília, 25 de abril de 2011

De 25 a 29 de abril, a confiabilidade de sistemas empregados em diversas áreas da engenharia estará em discussão no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) durante o LADC – Fifth Latin-American Symposium on Dependable Computing. O maior evento da América Latina neste setor contará com especialistas da Inglaterra, França, Itália, Suíça, Portugal, Espanha, Uruguai e Tanzânia, além do Brasil.

O LADC, atualmente realizado a cada dois anos, retorna a São José dos Campos em sua quinta edição. “O Inpe promoveu o primeiro evento, em 1985, quando ainda era chamado Simpósio Brasileiro de Tolerância a Falhas”, conta Ana Maria Ambrosio, pesquisadora do Inpe e coordenadora do LADC 2011.

O simpósio apresenta os avanços em “dependabilidade” de sistemas computacionais, termo que significa confiança no funcionamento e inclui atributos de sistema como segurança crítica e computacional, testabilidade e facilidade de manutenção.

Para apresentar os desafios tecnológicos da dependabilidade de sistemas, serão abordados temas como a interação homem-computador, gerenciamento de sistemas complexos, protocolos, controle de acesso, análise e percepção de risco, aplicações de segurança, proteção de infraestrutura crítica, algoritmos e métodos para computação segura e confiável, entre outros.

“Com o LADC esperamos atrair pesquisadores de outros países latino-americanos para o desenvolvimento na área de dependabilidade, com relação a softwares para aviões, satélites e outras aplicações aeroespaciais”, diz Ana Maria Ambrosio.

A variada programação inclui sessões técnicas, workshops, tutoriais e palestras de especialistas internacionais, além de apresentações realizadas por empresas como Embraer e Fiat Automóveis.

“A sessão chamada ‘Industrial Track’ reúne 15 trabalhos de empresas que reportam soluções adotadas nos seus produtos relacionadas ao tema Dependable Computing. Estas apresentações serão na quinta-feira (28)”, informa Fátima Mattiello, pesquisadora do Inpe responsável pelo Industrial Track do LADC.

Também participam desta sessão dedicada a indústrias: Compsis, Sofist, Aeroeletrônica, Omnisys Engenharia, Adacore, Critical Software (Portugal), SESM Scarl (Itália) e Naval Postgraduate School – NPS (Estados Unidos), CPqD e UFSC.

Participantes
No total, o LADC soma 80 participantes de diversas instituições. Do Brasil, estarão representados: Inpe, ITA, Univap, Unicamp, PUC-Rio, PUC-Minas, UFRJ, UERJ, Unioeste (Paraná), UFPR, UFSM, Universidade Federal de Campina Grande, UFRN, UFPE, UFBA e Ufscar.

As instituições estrangeiras que terão trabalhos apresentados no simpósio são: City University London, University of Florence, Federico II University of Naples, University of Lisbon, University of Coimbra, University of Minho, STF-ITACA / Universitat Politècnica de València, Université de Paris 6 (LIP6), INRIA LAAS-CNRS e University of the Republic of Uruguay.

Mais informações: http://www.inpe.br/ladc2011