COMEÇAM NESTA SEGUNDA-FEIRA (3) TESTES DA BANDA X DO SGDC
Publicado em: Brasília, 3 de julho de 2017

Começam nesta segunda-feira (3) os testes da banda X do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC). O procedimento é parte do processo de capacitação de engenheiros e técnicos das Forças Armadas que vão operar essa frequência e servirá para validar a transmissão de dados entre o equipamento e os Centros de Operações Espaciais instalados em Brasília (DF) e no Rio de Janeiro (RJ). A banda X corresponde a 30% da capacidade do SGDC e será de uso exclusivo das Forças Armadas.

Já os ensaios com a banda Ka estão previstos para começar em setembro. Operada pela Telebras, a faixa será utilizada para as comunicações estratégicas do governo e para a implementação do Plano Nacional de Banda Larga (PNBL) – especialmente em áreas remotas. Os chamados testes fim-a-fim vão avaliar a real capacidade e as condições de cobertura requeridas pelo SGDC, para que a Telebras possa ativar clientes na rede do satélite. Convênios firmados entre a empresa pública e os ministérios da Educação e da Saúde vão permitir que pelo menos 7 mil equipamentos públicos municipais, estaduais e federais se conectem à rede mundial de computadores.

O SGDC é o primeiro equipamento geoestacionário brasileiro de uso civil e militar. Fruto de uma parceria entre o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e o Ministério da Defesa, recebeu R$ 2,7 bilhões em investimentos. O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, destacou o empenho do governo federal em viabilizar o projeto por meio da liberação de recursos e a importância do SGDC para o Brasil.

“Com o Satélite Geoestacionário, que se torna realidade a partir da definição dele como prioridade do governo, avançaremos muito no campo da inclusão digital, que se traduz em menos desigualdades e mais oportunidades para cidadãos de todo o país, além de aperfeiçoar serviços em saúde e educação, por exemplo”, afirmou.

Conclusão

O processo de transferência do comando de operações do SGDC para a Telebras, chamado handover, se encerrou na sexta-feira (30). Já alocado na sua posição final, a 75° oeste, o equipamento passou por testes de funcionamento conduzidos pela Thales Alenia Space, que construiu o satélite, a partir do seu centro de controle em Cannes, na França, e acompanhados pelas estações de Brasília e Rio de Janeiro.

Fonte: MCTIC