BRASIL SEDIA WORKSHOP INTERNACIONAL SOBRE GPM
Publicado em: Brasília, 5 de agosto de 2008

Cerca de 50 representantes das principais agências espacias do mundo estão reunidos, em Búzios (RJ) para o 3º Workshop Internacional sobre Validação de Dados do programa GPM. O Global Precipitation Measurement (GPM) é um programa internacional, organizado pelas Agência Espaciais Norte-Americana (Nasa) e Japonesa (JAXA), que visa estabelecer uma constelação de satélites sobre o monitoramento global de precipitação.

O evento, organizado pela Agência Espacial Brasileira (AEB), começou na terça-feira (4), irá se estender até a próxima quinta-feira (6). Estão sendo apresentados cerca de 40 trabalhos sobre validação de dados do programa GPM. De uma maneira mais simples, a validação é o entendimento da linguagem usada na transmissão dos dados captados pelos satélites. Além da validação, também estão sendo apresentados trabalhos sobre aspectos científicos do programa.

O Coordenado do Programa GPM Brasil, Raimundo Mussi, ressaltou a importância para o País de sediar um encontro como esse, que na sua avaliação, demostra o potencial do Brasil na área espacial. “O GPM-Brasil é um projeto de vital importância pois irá aprimorar, entre outras coisas, as previsões meteorológicas”, disse.

Desde 2004, a Agência Espacial Brasileira gerencia o Programa GPM-Brasil, que organiza a participação do País nessa rede.

Encontro bilateral

Na última segunda-feira (3) estiveram reunidos, também em Búzios, representantes da NASA e a Agência Espacial Brasileira (AEB) para tratarem ações cooperativas dentro do programa GPM.

Segundo Mussi, a AEB apresentou os trabalhos do GPM-Brasil, entre eles, os estudos preliminares do satélite de observação, as negociações com os institutos de pesquisa sobre a validação dos dados e uma rede nacional para o programa GPM. A Nasa informou sobre o processo de formalização da entrada do Brasil no Programa GPM, que deve ser concluído até o final do ano.