BRASIL E FRANÇA FIRMAM ACORDO DE COOPERAÇÃO NA ÁREA ESPACIAL
Publicado em: Brasília, 5 de agosto de 2008

Representantes da Agência Espacial Brasileira (AEB) e do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) se reuniram, nos dias 23, 24 e 25 de junho, com membros do Centro Nacional de Estudos Espaciais (CNES), da França.

O encontro, que aconteceu em São José dos campos, teve como objetivo fortalecer a parceria estratégica entre Brasil e França na área espacial. Três temas de interesse foram considerados relevantes.

Inpe e CNES vão elaborar uma proposta de missão espacial conjunta, envolvendo a construção de um satélite para compor o sistema Global Precipitation Measurement (GPM), com possibilidade de utilização da Plataforma Multimissão (PMM) e de instrumentos meteorológicos científicos tanto franceses quanto brasileiros. A proposta deverá ser apresentada, em 2009, no Seminário de Prospectiva Científica a ser promovido pela França e pela AEB. Caso seja aceito pelos dois lados, o projeto iniciará sua fase de concepção conjunta.

O segundo ponto relevante diz respeito ao projeto brasileiro do Satélite Geoestacionário, destinado à área de comunicações e outras aplicações governamentais, como meteorologia, que ainda está em fase de concepção. O CNES poderá dar tsuporte técnico e participar das etapas de revisões de projeto. Além disso, ficou acertado que, no âmbito do projeto brasileiro da Plataforma Multimissão, haverá intercâmbio de especialistas entre os dois países e que profissionais do Inpe farão parte das atividades de padronização de pataformas espaciais conduzidas pelo CNES.

Para finalizar será constituído um grupo técnico de discussão para avaliar os métodos ligados à utilização de componentes comerciais em sistemas espaciais.
O encontro foi um desdobramento da reunião que aconteceu no dia 30 de maio, em Brasília, na sede da AEB, quando ficou acertado entre o presidente da Agência Espacial Brasileira, Carlos Ganem e o presidente do Centro Nacional de Estudos Espaciais da França, Yannick d’ Escatha o início da elaboração de um plano de cooperação internacional para a área espacial.