Brasil

Brasil e China comemoram 30 anos de parceria do programa CBERS

Publicado em: 03/09/2018 13h46 Última modificação: 03/09/2018 18h41

A Agência Espacial Brasileira (AEB/MCTIC) e autoridades do setor aeroespacial do Brasil e da China celebraram, na última quarta-feira (29.08), na Embaixada da China, em Brasília, os 30 anos de sucesso da parceria China-Brasil no Programa Satélite Sino-Brasileiro de Recursos Terrestres (CBERS). O programa é uma iniciativa inovadora que estabeleceu um novo paradigma de cooperação Sul-Sul, no desenvolvimento de seis satélites de sensoriamento remoto.

O programa CBERS foi uma iniciativa pioneira de cooperação em alta tecnologia que permitiu o desenvolvimento dos CBERS-1, CBERS-2, CBERS-2B, CBERS-3, CBERS-4 e CBERS-4A, esse último encontra-se em fase de integração e teste no Laboratório do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), com previsão de lançamento para 2019.

Pelo acordo de 1988, o Brasil respondia por 30% do CBERS e a China por 70%. O esforço do País referente ao incentivo e à criação da indústria espacial nacional, sob a coordenação do INPE, permitiu que o Brasil atingisse progresso na área, o que culminou na alteração dos níveis de responsabilidades das duas partes, passando cada uma, a ser responsável por 50% do projeto.

Segundo o presidente da AEB, José Raimundo Braga Coelho, o desenvolvimento dos satélites da família CBERS representa um marco crucial na cooperação espacial Brasil e China. “O programa CBERS distingue-se por uma peculiaridade singular – o objeto é de interesse mútuo e desenvolvimento conjunto. Esses dois fatores tornaram-se então os pilares dessa inédita, perseverante e sustentável parceria” e possibilitaram o desenvolvimento da relação entre os dois países. O CBERS-4A representa um futuro próximo da parceria, mas também abre um leque de projetos e oportunidades futuras”, afirmou José Raimundo.

O embaixador da China, no Brasil, Li Jinzhang, ressaltou que a cooperação entre os dois países ultrapassou obstáculos geográficos e culturais para condensar a amizade entre os dois países. Os seis satélites de sensoriamento remoto representam inovação e alta tecnologia, além de progresso social e construção econômica da marca CBERS, considerado mundialmente como referência de cooperação Sul-Sul na área de alta tecnologia.

Coordenação de Comunicação Social – CCS

Registrado em:
Assunto(s):
Voltar para o topo