ASTRONAUTA MARCOS PONTES É DESTAQUE NA VIII JORNADA ESPACIAL
Publicado em: Brasília, 22 de novembro de 2012

Brasília, 22 de novembro de 2012 – O astronauta Marcos Pontes foi a principal atração da VIII Jornada Espacial nesta quinta-feira (22). Em duas horas de palestra, Pontes dividiu com os alunos e professores participantes um pouco de sua história e, também, sua experiência como astronauta.

Segundo Pontes, o mais importante em participar do evento é poder dividir sua experiência com os alunos e, assim, encorajá-los a ir em busca de seus sonhos. Em sua opinião, a Jornada serve como celeiro de novos profissionais para o Programa Espacial Brasileiro.  “É muito importante reunir jovens interessados por Ciência e Tecnologia, principalmente pelo programa espacial. Precisamos de pessoas novas e qualificadas na área”, afirma.

O astronauta aconselhou aos alunos persistência na busca pelo sucesso profissional e, sobretudo pessoal. Ele acredita que com muito trabalho é possível realizar todos os sonhos.

História – Marcos Pontes nasceu em Bauru, em 1963, em uma família humilde. Seu sonho desde menino era voar.  Sua primeira grande realização foi entrar na Academia da Força Aérea. Quando sentiu que estava acomodado na profissão, resolveu inovar e estudar Engenharia Aeronáutica no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). Logo virou piloto de provas e foi convidado a fazer mestrado em Engenharia de Sistemas, em Monterey, na Califórnia.

Em 1998, por meio de um e-mail enviado por seu irmão, Pontes soube que a Agência Espacial Brasileira (AEB) havia publicado edital em busca de um astronauta. Ele se inscreveu e passou por três fases até ser selecionado como o primeiro astronauta brasileiro. No mesmo ano mudou-se para Houston (EUA), onde foi treinado.

Em 2005, a AEB avisou Pontes que a Missão seria realizada em 2006 e que ele voaria pela Rússia. No mesmo ano, mudou-se para o país europeu onde passou por treinamento técnico, operacional, físico e psicológico por cinco meses. Em março de 2006, o astronauta foi para o espaço. A viagem durou dez dias. Quando voltou, Pontes foi recebido como herói pelo povo brasileiro.

A missão de Marcos Pontes ao espaço foi denominada Missão Centenário em alusão aos 100 anos do primeiro voo de uma aeronave tripulada, o 14 Bis do brasileiro Santos Dumot. Os objetivos da missão eram fomentar pesquisas em microgravidade no Brasil, divulgar o Programa Espacial Brasileiro, homenagear Santos Dumont e motivar jovens a seguirem a carreira espacial.

Ele e outros dois astronautas, o russo Pavel Vinogradov e o americano Jeffrey Williams, partiram, em 30 de março de 2006, a bordo da nave Soyuz TMA-8 em direção à Estação Espacial Internacional. “Todos os objetivos da missão foram alcançados, mas o melhor de tudo foi ver a bandeira do Brasil erguida quando voltei ao meu País”, conta Pontes.

Atualmente, Marcos Pontes atua como educador, palestrante e é autor de dois livros. Ele está à disposição do País para futuros voos.

Sexta-feira- No último dia da Jornada Espacial, os alunos participantes do evento irão assistir palestras sobre astronomia espacial e GPS. Já os professores, aprenderão a fazer experimentos didáticos de astronomia em sala de aula.