ALUNOS DE BRASÍLIA VISITAM O PROGRAMA AEB ESCOLA
Publicado em: Brasília, 22 de setembro de 2008

Estudantes do Centro de Ensino Médio 111 do Recanto das Emas, cidade satélite de Brasília, fizeram no dia primeiro de setembro uma visita as instalações do Programa AEB Escola, da Agência Espacial Brasileira (AEB). O encontro contou com uma turma pela manhã e outra a tarde, cada uma com cerca de 45 alunos do Ensino Médio.

Durante o passeio os estudantes assistiram a uma palestra sobre o contexto histórico da corrida espacial, participaram de oficinas onde teriam que produzir um foguete com garrafa pet e um carro foguete. Esse último foi produzido com papelão, canudos, tampinhas de garrafa de refrigerante e um balão. Depois de realizarem a construção do protótipo, houve uma competição sendo o vencedor o carrinho que conseguiu alcançar a maior distância.

“O carro que for mais longe foi melhor construído, melhor trabalhado e pensado pelo aluno. Isso o estimula a pensar mais e ter mais interesse sobre o tema”, comentou o professor de Física e disseminador do Programa AEB Escola, Carlos Eduardo Quintanilha.

Esse encontro foi agendado pelo professor de matemática Geldo Ferreira de Araújo, que para chamar a atenção dos alunos da sua escola, fez um anúncio na rádio da escola. “Divulgamos na rádio sobre esse passeio à AEB e o interesse deles foi muito grande”.

Araújo explicou que um dos motivos para o encontro é a melhoria da qualidade do ensino.
Segundo ele, muitos de seus alunos nem conheciam o plano piloto. “Nós trouxemos eles para cá por conta do impacto. Queremos mostrar que as coisas não são tão difíceis”, afirma.

E conclui: “estamos tentando acabar com a exclusão”. Ana Carla de Melo, aluna do 1° ano do Ensino Médio confirma sobre o pensamento do professor ao dizer que “gostou da visita e nunca tinha visto algo assim”.

A parceria entre a AEB e a Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal existe desde 2003 e envolve ações voltadas diretamente ao alunos e ações voltadas a formação de professores. No dia 12 de setembro a escola realizará o segundo Encontro de Artes, Ciência e Cultura (EACC) e o vínculo com um órgão de excelência como a AEB, busca o enriquecimento cultural para a feira, tanto pelos alunos, como pelos professores.