AEB REÚNE INSTITUIÇÕES SELECIONADAS NO PROGRAMA MICROGRAVIDADE
Publicado em: Brasília, 25 de junho de 2015

Brasília, 25 de junho de 2015 – O Programa Microgravidade da Agência Espacial Brasileira (AEB) reuniu esta semana as instituições contempladas no Quinto Anúncio de Oportunidades (5ºAO) lançado em fevereiro último. No quinto edital do Programa foi exigida a proposta de um dispositivo portátil que medirá os efeitos fisiológicos do espaçonauta Pedro Nehme em seu voo orbital programado para o final do ano.

Na seleção, três instituições contempladas foram convidadas a unirem seus projetos. O motivo foram as suas semelhanças estruturais, porém com diferentes focos. Sendo assim, a diretoria do Programa trabalhou em dois dias de reunião com os representantes das instituições para a junção dos projetos.

Renato Borges e Simone Battistini, ambos da Universidade de Brasília (UnB), apresentaram um projeto voltado para o monitoramento de atividades musculares. Sérgio Ribeiro, do Instituto Mauá de Tecnologia (IMT), de São Paulo, tem experiência no desenvolvimento de dispositivos para monitorar atividades físicas e Daniela Suzuki, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), já desenvolve trabalhos similares com atletas olímpicos brasileiros e contribui com análises de dados de biomédica, eletrocardiograma e psicofisiológicos.

Por exigência do edital o projeto terá oficinas didáticas sobre o tema em escolas. Com a união elas serão no Instituto Federal de Santa Catarina, em Florianópolis (SC), na Escola Técnica Estadual Jorge Street, em São Caetano do Sul (SP), e na Escola Municipal Povoado de São Jorge, em Alto Paraíso (GO). O intuito é disseminar entre os estudantes as técnicas que serão utilizadas na concepção do dispositivo.

O Programa Microgravidade foi criado em 1998 e tem por objetivo disponibilizar ambientes de imponderabilidade aparente, comumente chamado de microgravidade, à disposição da comunidade técnico-científica nacional, provendo meios de acesso e suporte técnico e orçamentário para a viabilização de experimentos que necessitem desses ambientes.

Coordenação de Comunicação Social (CCS)

Foto: Valdivino Júnior/AEB – Da esquerda para a direita aparecem Renato Borges, da UnB; Sérgio Ribeiro, do IMT; Daniela Suzuki, da UFSC; Simone Battistini; Carlos Gurgel, diretor de Satélites, Aplicações e Desenvolvimento da AEB e Pedro Nehme, estudante de Engenharia Elétrica da UnB e estagiário da AEB.