AEB IMPLEMENTA PROGRAMA GLOBE DA NASA EM 3 CIDADES BRASILEIRAS
Publicado em: Brasília, 12 de maio de 2017

A Agência Espacial Brasileira (AEB) lançou nos dias 4 e 10 de maio o programa Globe da NASA no Rio de Janeiro, São José dos Campos (SP) e Paranaguá (PR). Junto ao programa também foi lançada a Campanha de Coleta de Dados e Estudos Científicos da Larva do Mosquito Aedes Aegypti, uma iniciativa da coordenação de implementação mundial do programa Globe.

Na cerimônia de lançamento, em São José dos Campos (SP), o presidente da AEB, José Raimundo Braga Coelho, ressaltou a importância de mudar o paradigma do ensino, estudando o problema com foco na aprendizagem. “O estudante adquire o conhecimento por meio de atividades práticas e na resolução de problemas, enquanto o professor orienta a sua aprendizagem”, afirmou.

Serão realizados workshops nos dias 29 e 30 de maio na cidade de São José dos Campos (SP), 1 e 2 de junho em Santa Cruz (RJ) e 5 e 6 de junho em Paranaguá (PR). Os workshops terão como foco a capacitação dos professores do ensino básico que irão conduzir atividades científicas do Globe.

A escolha das cidades que irão participar do programa leva em conta alguns fatores: São José dos Campos é uma cidade com grande vocação espacial, pois ali se encontram o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) e o Parque Tecnológico, instituições parceiras da AEB na execução e no cumprimento das metas do Plano Nacional de Atividades Espaciais (PNAE).

Por ser a segunda maior metrópole do Brasil, a cidade do Rio de Janeiro foi escolhida em razão de sua representatividade. Além disso, possui alto índice de casos de dengue, que seria amenizado com a Campanha de Coleta de Dados do Mosquito, implantada pelos organizadores do evento.

A cidade de Paranaguá (PR) já possui um projeto chamado Laboratório Móvel de Educação Científica (LabMóvel), uma iniciativa da Universidade Federal do Paraná do Litoral (UFPR Litoral). O projeto tem como foco a coleta de dados ambientais realizada por professores e estudantes das escolas públicas do litoral paranaense.

Coleta de dados

Os colégios participantes da campanha receberão um kit para coleta de dados e os professores capacitados devem se comprometer a coletar dados com seus estudantes sobre a larva de mosquito a cada 15 dias, durante 5 meses, utilizando um aplicativo para dispositivos móveis desenvolvido pela Nasa.

As instituições que completarem o número mínimo de observações serão convidadas a participar do Simpósio Virtual de Ciência e Engenharia, onde apresentarão um projeto destinado a reduzir o risco de doenças transmitidas por mosquitos na comunidade.

O Globe é um programa de aprendizagem e observações em benefício do meio ambiente e promove a participação de estudantes, professores, cientistas e cidadãos em todo o mundo na coleta de dados ambientais, em estudos e descobertas científicas e na compreensão do meio ambiente. O programa tem como objetivo despertar vocações em ciência, tecnologia, engenharia e matemática, como também integrar disciplinas do currículo escolar.

As inscrições para participar dos workshops encontram-se abertas com vagas limitadas a 25 professores por cidade. Você encontrará o workshop disponível em sua região ao acessar o site Globe: https://www.globe.gov/get-trained/workshops. Selecione e clique no link do local desejado, em seguida clique em “Register for workshop”. Caso ainda não seja um professor Globe, é necessário que faça primeiro o seu cadastro, depois clique em “create a GLOBE account” no lado direito da tela. Forneça seus dados e os de sua escola. Em razão do número limitado de vagas deve-se aguardar o e-mail de confirmação do registro.

Para mais informações acesse: globe.gov

Coordenação de Comunicação Social – CCS